FANDOM


Raffael Oliveira, (Ex-) Presida, Raffos ou ainda Pipoqueiro Supremo (Recife, 01 de abril de 2001) é o fundador da FPDB Gartic Association, primeiro presidente da associação, maior vice já visto na face da Terra (o segundo é o Ulisses) e mestre nas fotos com montagens LSD.

Sua característica mais notável é a enorme falta de sorte ao mesmo tempo em que mantém-se regular, sendo o jogador com mais pontos totais em todas as edições de campeonatos da FGA. Conseguiu sair de seu calvário quase eterno e sagrar-se campeão de alguma coisa na IV Gartic Cup, mas além disso é também o vice-campeão de 4 das 5 primeiras edições da Gartic League, único jogador a participar de todos os jogos (possíveis) da League, vice-campeão da Copa de Agosto/Setembro, 3º colocado na edição Junho/Julho (2016) da Gartic Cup, 3º colocado na League de Agosto e membro pré-histórico da panelinha do Gartic (segundo maior vencedor de amistosos nunca registrados).

Raffael, por incrível que pareça, é atualmente o maior campeão de Amistosos do Gartic, empatado com o Vitinho após uma surreal ascensão de cinco dias.

É um fracasso completo, mas nem tanto.

Período pré-campeonatos Editar

Desde por volta do início de 2015, por ideia de Mauricio, alguns jogadores do grupo Futirinhas Papo de Buteco se reuniam regularmente para jogartic. Entre eles, estavam o próprio Mauricio, Thiago Henrique Brondani, Gabriel Kochenborger, André Luís Duarte e, por fim, Raffael Oliveira (único que conhecia Mauricio antes do FPDB).

2007.png

Raffos na época do Gartic pré-campeonatos

Havia certa empolgação (paulonobre.exe) no momento das partidas, e eram disputados até VINTE jogos por dia, a maioria vencida por Gabriel ou... Raffael.

Os meses passaram, porém, a animação se foi, e o Gartic passou a ser esporádico, para não dizer inexistente, por um longo período.

A maravilhosa ideia (de jerico) de criar um campeonato Editar

Em meados de janeiro de 2016, as partidas de Gartic (vulgo "garticar", verbo criado e conjugado pelo Vitinho) tornaram-se rotineiras mais uma vez, e o jogo ganhou força no FPDB. Certo dia, Raffael, um dos jogadores mais presentes (além de Marmota, Vitor, Mauricio e Flamarion), definitivamente EMPOLGADO após ganhar uma ou duas partidas, começou a ventilar a possibilidade de criar um campeonato estritamente organizado em pontos corridos, com uma ou mais divisões. Ele recebeu apoio dos outros jogadores, que concordaram em colaborar para espalhar e melhorar a ideia. Logo, treze jogadores confirmaram suas participações (o João Filipe só foi colocado lá de todo jeito, nunca nem sequer cogitou jogar) e, em fevereiro, ocorreu a estreia da primeira FPDB Gartic League, à época um campeonato de 4 partidas e poucos jogadores com vontade real de participar.

Criação do FGA Editar

No final de fevereiro, no grupo-fonte do campeonato, o Futirinhas Papo de Buteco, rolavam tretas e mais tretas. O clima era pesado, bans múltiplos ocorriam diariamente, e levando tudo isso em conta, Raffael logo decidiu por criar um segundo grupo, específico para os jogadores "profissionais" de Gartic, inicialmente apenas por segurança.

O grupo acabou, porém, por se tornar até mais movimentado que o original, mesmo que só tivesse cerca de 20 membros. Por convenção, os administradores eleitos por Raffael foram os 3 principais jogadores além dele mesmo: Marmota, Mauricio e Vitor.

Desempenho como jogador Editar

Período Pré-Histórico Editar

Raffael foi, junto com Marmota, o principal jogador deste período sombrio e misterioso. Apesar das informações serem escassas, estima-se que ganhava cerca de 40% das partidas semanais na época (Marmota ganhava 50%, Mauricio ou André ganhavam os 10% restantes). Sua galeria de troféus teria muito mais amistosos se os dados desta época tivessem sido devidamente registrados.

Fevereiro/Março (2016) Editar

Despontou como claro favorito, junto com os outros quatro membros do já bastante diferenciado Quinteto de Ferro (que incluía o Flamarion). Sendo um dos únicos a participar de todos os jogos, acabou ficando em 2º lugar por sua pipocagem, quase 80 pontos atrás do líder Marmota.

Abril/Maio (2016) Editar

A primeira temporada com Copa, da qual ele simplesmente não participou pois o torneio foi uma bagunça. Foi muito melhor do que na temporada anterior, pois o novo formato de 6 partidas permitia mais disputa, o que aliado à desistência (ou pistolagem) do Marmota trouxe ao campeonato uma intensa disputa pelo título que durou até a última rodada, quando Vitor acabou sagrando-se campeão (faturou a dobradinha) por míseros 21 pontos. A disputa foi tanta que cada um teve três vitórias no campeonato. Ali, Raffos começava a confirmar sua fama de azarado/eterno vice.

Junho/Julho (2016) Editar

Raffos não foi bem na Liga, isto é fato. Ficou 159 pontos atrás do novamente campeão Marmota, conquistando apenas 812 pontos (o que, para padrão de um favorito, é péssimo), conseguindo o segundo lugar (mais uma vez) na pura sorte, com falta do Vitor nas últimas rodadas. Em compensação, na Copa, alcançou pela primeira vez uma colocação fora do segundo lugar..............um terceiro. O bronze, porém, foi suficiente para aproximá-lo do Marmota na tabela geral.

Agosto/Setembro (2016) Editar

Mais uma vez fracassando, não conseguiu nem o vice, numa das decisões de campeonato mais polêmicas (tudo devido ao fato de nenhum demente ter aparentemente printado o resultado do último jogo) de todas. Na Copa, pelo menos, fez questão de atrapalhar Mauricio em sua busca pelo bi da taça e se pôs entre ele e o Marmota, que sagrou-se campeão, compensando a perda da League para o Vitor.

Outubro/Novembro (2016) Editar

FINALMENTE Raffos conquistou um título: a quarta edição da Copa, numa das finais mais emocionantes que o mundo gartiquense já viu. É bem verdade que a temporada foi uma confusão, com um hiato de 2 meses que levou as decisões para FEVEREIRO DE 2017, e o estabelecimento súbito de novas regras (que ajudaram e atrapalharam Raffos), mas a temporada foi com toda certeza a mais bem sucedida. Com o fim da "temporada" 2016, Raffos terminou em 2º na Liga (atrás de Mauricio) e no famoso KHEDIRÃO, o Ranking Geral, a apenas 12 pontos do campeoníssimo Marmota.

Títulos e campanhas Editar

Títulos
Competição Colocação Temporadas
Gartic Cup Outubro/Novembro (2016)
Campanhas de destaque
Competição Colocação Temporadas
Gartic League Fevereiro/2016

Abril/2016

Junho/2016

Outubro e Novembro/2016

Gartic League Agosto/2016
Gartic Cup Agosto/Setembro (2016)
Gartic Cup Junho/Julho (2016)
Outras conquistas
Conquista Qtd Temporadas

Vitória na League

9

Fevereiro/2016 (1)

Abril/2016 (3)

Agosto/2016 (1)

Outubro e Novembro/2016 (3)

Junho e Julho/2017 (1)

Outras campanhas
Competição Colocação Temporadas
Gartic Cup Abril/Maio/2016

Títulos amistosos Editar

Ver página principal: Títulos Amistosos

Raffos possui 26 títulos amistosos (maior campeão). (última atualização: 17 de jun de 2017)

  • 22ª edição | Troféu Dramin
  • 25ª edição | Taça Stephen Hawking
  • 29ª edição | TASSA TRAPÉZIO DESCENDENTE
  • 33ª edição | Paunotheukú Cup
  • 35ª edição | Fortuna Dusselkú
  • 37ª edição | Demencia Cup
  • 44º edição | Taça ERRARAM O ABC
  • 46º edição | Estão deixando a gente Sonhar Tournament
  • 47º edição | Bayer Levercancer Cup
  • 48º edição | Troféu La Coruña
  • 49ª edição | Taça Jogo Disputado
  • 50ª edição | Mav Pistola Cup
  • 51ª edição | Copa Rio Dividida com Mauricio
  • 53ª edição | Vasco Americano Cup
  • 54ª edição | Flu Chora Tournament
  • 55ª edição | Taça Rudivan
  • 58ª edição | Volta Redonda Championship
  • 59ª edição | Deu Branco Challenge
  • 62ª edição | Taça São Bernardo
  • 63ª edição | Copa Suruga Bank
  • 64ª edição | Taça da Virada
  • 65ª edição | Pulou a Vez Cup
  • 66ª edição | Torneio Primeiro Escalão
  • 68ª edição | Torneio Uvices para sempre Vice
  • 70ª edição | Sporting Cristal League
  • 84ª edição | Taça ACABA LOGO

Símbolos Editar

Escudo Editar

RGC ESCUDO 2017.png

Dentre os símbolos do clube, o mais notório é, obviamente, o escudo. Após mudanças feitas no início de 2017, o escudo agora é formado por um hexágono de bordas azuis e douradas, azul-marinho por dentro. No interior, há ainda outro hexágono, dividido ao meio por uma linha vertical dourada. Em seu lado esquerdo há uma cruz vermelho-sangue cortando um fundo branco. No direito, se vê a abreviação do nome do clube em azul-marinho num fundo azul-claro. Sobre este hexágono menor, encontra-se uma estrela dourada cercada por dois ornamentos também dourados. Uma faixa heráldica prateada atravessa horizontalmente o escudo em sua parte inferior, com os dizeres "Quibus non est operimentum fiat", frase misteriosa completada pelas letras em azul J e C abaixo do escudo, fora do hexágono maior. Outrora havia a representação de dois dos mascotes do clube (estes representando características naturais do estado de Pernambuco): o Calango (sertão) e Tubarão (litoral), mas estes foram retirados para que o escudo ficasse menos poluído visualmente. O escudo é recorrente na lista de mais belos dos participantes dos campeonatos organizados pela FGA.

Bandeira Editar

Bandeira.jpg

A bandeira do RGC, criada e editada pelo MDP, é formada por um fundo dividido transversalmente em dourado (cantos esquerdo e inferior) e azul-marinho (cantos direito e superior), com o escudo do clube no centro. Existem variantes desenvolvidas pela torcida, mas esta se apresenta como a principal.

Mascotes Editar

RGC Romeu.png

Romeu, o Leão

Os mascotes são: o Calango, alegoria ao sofrido sertão pernambucano; o Tubarão, representante do litoral do estado com maior ocorrência de ataques destes animais no mundo; e o Leão, este devido à própria alcunha do clube, herdada do seu estado-natal: Leão do Norte. A partir de 2017, foi decidido que o mascote principal seria em definitivo o Leão, que foi chamado Romeu, em referência à alcunha de Nova Roma (de bravos guerreiros [...]) que o estado de Pernambuco possui. O RGC é o único time a possuir três mascotes dentre todos na FGA.

Rivalidades Editar

Clássico da Revolução Editar

Jogado contra o Marmota, é o mais antigo e mais forte clássico. Remete ao período pré-histórico dos gartiqueiros do FPDB. Na prática (em questão de títulos), Marmota é disparadamente melhor (3x1), mas individualmente, em quesitos técnicos, os dois sempre foram e provavelmente sempre continuarão sendo bem parelhos. O nome do embate se deve às origens estadistas/separatistas/revolucionárias de ambos os jogadores.

Clássico Executivo Editar

É disputado contra o Vitor, e é um tanto paradoxal: enquanto Raffos é, por unanimidade, muito mais jogador do que o outro Oliveira, quem tem títulos nessa briga é o rival. Dois, e ainda por cima, na temporada em que o Marmota sofreu com a Crise Marmotesca, quando os dois tiveram claras chances de se aproximarem do colega de Bagé. Vitor levou a melhor, mas só nessa temporada: Raffos acaba permanecendo à sua frente mesmo no Ranking FGA (Khedirão) por sua enorme regularidade. O nome remete ao fato dos dois terem sido os primeiros presidentes da FGA.

Clássico Grileão Editar

Sendo Mauricio o oponente, une os dois mais azarados do FGA, colecionando mais frustrações do que vitórias. Apesar disso, ambos se mantém como melhores jogadores imediatamente após o Marmota. Também surgiu na Era Amadora, mas muito pelo fato de ambos serem amigos antes mesmo do FPDB, sempre foi uma rivalidade morna. Porém, com o passar do tempo, Mauricio se fortaleceu e embates cada vez mais acirrados estão ocorrendo entre os dois. O mais memorável até hoje foi a disputa pela Gartic Cup de Outubro/Novembro (que na verdade ocorreu em fevereiro de 2017), onde Mauricio ganhou o primeiro jogo, mas cedeu a vitória para Raffos no segundo jogo e na decisão por melhor de 3 acertos (após os dois empatarem). Outro momento marcante entre os dois foi a vitória de Raffos na 3ª rodada da Gartic League de Agosto, em que Mauricio, com um desenho a menos, ficou a dois pontos da vitória, perdendo por 151 a 149 para o pernambucano.

Torcida Editar

Raffos, por incrível que pareça, possui a maior torcida do país, mesmo desde o longo período que passou sem conquistar um título sequer. Isso provavelmente devido a sua regularidade, história fortíssima e, convenhamos, por praticamente monopolizar o Nordeste. Ele possui nada mais, nada menos do que aproximadamente 34 milhões de Iludidos, apelido carinhosamente dado aos adeptos do RGC.

O bando de loucos (ou trouxas mesmo) é conhecido mundialmente por sua persistência (acham que, depois da Copa, irão deslanchar e faturar tudo) e pelos maravilhosos hinos que puxa nas arquibancadas: O Vice Voltou; Uh, É Vicêê; Decime que es vice; Vicê Vicê (referenciando o Cazá Cazá de uma outra agremiação esportiva tradicional de Pernambuco); Horizonte de Prata e o conhecidíssimo e até imitado Frei Caneca estava certo.

Interferência de bloqueador de anúncios detectada!


A Wikia é um site grátis que ganha dinheiro com publicidade. Nós temos uma experiência modificada para leitores usando bloqueadores de anúncios

A Wikia não é acessível se você fez outras modificações. Remova o bloqueador de anúncios personalizado para que a página carregue como esperado.

Também no FANDOM

Wiki aleatória